quarta-feira, 11 de abril de 2012

Nunca fui como todos, nunca tive muitos amigos, nunca fui favorita, nunca fui o que meus pais queriam e nunca tive alguém que amasse. Mas tive somente a mim, a minha absoluta verdade, meu verdadeiro pensamento e o meu conforto nas horas de sofrimento. Não vivo sozinha porque gosto
e sim porque aprendi a ser só…
”                                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário